Interterritorial “Igrejas e Justiça Social” reflete a atual conjuntura nacional

 
O primeiro dia do Encontro Interterritorial: Igreja e Justiça Social, na última quinta-feira (29), no município de Afogados da Ingazeira, Sertão do Pajeú (PE), foi marcado pela análise de conjuntura sobre o papel da Igreja diante das injustiças sociais no atual cenário sócio político e econômico nacional. A Diaconia reúne até esta sexta (31) lideranças religiosas dos estados do Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte para inspirar e encorajar a Igreja para o serviço diaconal na perspectiva da promoção e defesa de direitos.
 
Depois das apresentações iniciais das caravanas, as lideranças foram convidadas a refletir, com base no versículo “Não podemos nos calar diante do vimos e ouvimos” (Atos 4:20), a realidade dos seus locais de origem, considerando os contextos políticos, econômicos e sociais dos seus territórios.
 
Participantes discutiram a realidade dos seus locais de origem
 
Após a roda de diálogo entre os territórios, o encontro contou com a palestra do pastor José Marcos da Silva, da Igreja Batista de Coqueiral, bairro da zona Sudeste do Recife (PE). Em suas primeiras falas, o pastor provoca a Igreja quando afirma que “A Bíblia tem mais de cinco mil versículos falando sobre Justiça e a Igreja ainda não atentou para isso”. Confira a entrevista que o pastor concedeu à Diaconia clicando aqui.
 
Após a palestra do pastor José Marcos, foi a vez da pastora da Igreja Metodista Central de Fortaleza (CE), Elizabeth Oliveira, chamar as lideranças para refletir sobre o papel da Igreja diante do contexto da Justiça Social, destacando a influência da cultura do patriarcado na leitura bíblica. “O patriarcado precisa ser combatido. Ele não prejudica apenas nós mulheres, mas os homens também. Em geral, os homens que não são brancos, graduados, bem-sucedidos, não têm lugar na sociedade. E nós não suportamos mais isso, uma leitura conservadora. Precisamos ter mais coerência”
 
A coordenadora Político-Pedagógica da Diaconia, Waneska Bonfim, destacou a importância do encontro. “Além da alegria de estarmos reunidas e reunidos aqui para discutir este tema, que para nós é muito importante, gostaria de destacar a sinergia que podemos identificar entre essas lideranças religiosas com o nosso trabalho dentro da perspectiva da promoção da garantia e defesa de direitos”.
 
O Interterritorial ainda contou com visitas às famílias agricultoras, carrossel de experiências de grupos e organizações religiosas, além de eventos religiosos na cidade.
 
Texto: Tádzio Estevam / Assessoria de Comunicação da Diaconia
Foto: Reprodução / ALC Notícias