Jocum e SBB querem entregar Bíblias em 50 milhões de lares do Brasil até 2050

bible study 8757599i0390

Cerca de 50 milhões de lares brasileiros deverão ser alcançados pelo movimento “A Bíblia em cada casa”, até 2050. A ação, coordenada pela JOCUM (Jovens com uma Missão) e Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), pretende abranger 5.573 municípios do País.

O projeto surge como uma resposta para aqueles que há muito tempo pensam em entregar uma Bíblia às famílias de sua cidade. “Agora este desafio poderá ser enfrentado. Para alcançar o objetivo do movimento, foram preparadas estratégias de distribuição que envolvem pessoas e igrejas de todos os lugares do Brasil”, afirma Mário Rost, gerente de Desenvolvimento Institucional e coordenador do movimento pela SBB.

Mário ressalta que para que o objetivo seja atingido, não bastam apenas os esforços empreendidos pelos organizadores. “A entrega da Bíblia para cada casa só acontecerá pela ampla cooperação das igrejas e dos cristãos individualmente. Temos a expectativa de ter líderes de todas as denominações cristãs transmitindo o desejo de que a Bíblia esteja nas casas de municípios inteiros, ou em bairros inteiros de grandes cidades”, diz ele.

As igrejas serão envolvidas na distribuição da Bíblia em municípios de médio e pequeno porte ou bairros inteiros de grandes cidades, em uma ação bem articulada. Outras organizações também poderão desenvolver as estratégias que sejam adequadas aos locais em que atuam.

Até agora, o movimento já alcançou 16 cidades brasileiras, quatro comunidades urbanas e duas ribeirinhas na região amazônica. De acordo com Wellington Oliveira presidente e coordenador do movimento pela Jocum, o resultado tem sido surpreendente. “As pessoas são receptivas tanto para receber a Bíblia, quanto para conversar sobre suas vidas, sua fé ou a falta dela”.

Em breve, no site do movimento (www.abibliaemcadacasa.com.br), serão disponibilizadas informações sobre cada cidade do Brasil, como número de residências, população por grupo de fé e andamento da cobertura da distribuição.

Fonte: Guia-me