10º Encontro Nacional de Fé e Política: CONIC estava representado

encontr f politc

Foi realizado, nos dias 22, 23 e 24 de abril, o 10º Encontro Nacional de Fé e Política. O evento reuniu cerca de 500 pessoas, entre lideranças, religiosos de diferentes igrejas, sociólogos, professores, militantes e estudantes vindos de todas as regiões do Brasil, na Universidade Federal de Campina Grande (PB).

A ação foi uma realização do Movimento Nacional de Fé e Política, em parceria com a Diocese local e a Cáritas. Houve momentos de plenárias e de grupos temáticos, além de palestras e painéis, com temas como “Entendendo as Crises”, “Águas da Solidariedade, Convivência com o Semiárido”, “Espiritualidade do Cuidado com a Vida” e “Sementes de Esperança”. Nos grupos temáticos, o participante pôde escolher uma das 22 opções, que traziam temáticas diversificadas, como Crise Climática, Juventude e Transformação Social, Protagonismo Popular, Democratização da Mídia, Crise do Modelo Partido Político, entre outros.

O CONIC esteve representado pelo leigo anglicano João Francisco dos Santos Esvael (Xico Esvael), responsável pelo regional do CONIC na Paraíba. A secretária-geral do Conselho, Romi Bencke, também esteve presente.

A seguir, confira a nota pública lançada por ocasião do evento.

Nota Pública

"Se também você compreendesse hoje
o caminho da Paz!" (Lc. 19, 42)

Nós, participantes do 10º Encontro Nacional de Fé e Política, viemos a público para afirmar nossa rejeição ao golpe que está sendo executado por forças antidemocráticas e antipopulares. Não aceitamos que essas forças tomem o governo federal contrariando a vontade nacional expressa nas eleições de 2014, assim como rejeitamos o modelo econômico baseado na restrição dos direitos trabalhistas, dos programas sociais e da soberania nacional.

A votação da Câmara Federal do dia 17 de abril foi uma fraude patrocinada por pessoas corruptas e pela grande mídia, porque ficou evidente não haver crime de responsabilidade cometido pela presidenta Dilma Rousseff. Repudiamos as declarações de deputados e deputadas que usaram o nome de Deus e citações da Bíblia para justificar seu apoio à ruptura constitucional.

Conclamamos as forças democráticas e populares a se manifestarem publicamente em defesa do Estado de Direito. Comprometemo-nos a nos unir a todos os movimentos e entidades do campo democrático participando da jornada contra o golpe no dia 1º de maio.

Neste momento difícil, seremos coerentes com os princípios éticos que devem guiar a ação política.

As águas da Solidariedade e as sementes da Esperança nos firmam nesse compromisso!

Campina Grande - PB, 24 de abril de 2016.