CONIC participa de ato ecumênico em defesa dos povos indígenas

mecaap 01

A Missão Ecumênica Guarani-Kaiowá promove, nesta semana, Ato em Defesa dos Povos Indígenas. A ação é uma resposta ao ataque da última terça-feira (12), que feriu gravemente três indígenas no Mato Grosso do Sul: um homem de 32 anos e dois jovens, de 15 e 17 anos. Os crimes ocorreram em meio ao processo de demarcação de terras na região de Caarapó. Os indígenas estavam acampados no “Tekoha-Guapoy”, e foram atacados por pistoleiros que chegaram em quatro caminhonetes e um trator.

Esse é o terceiro ataque aos Guarani-Kaiowá no último mês, na região de Dourados (MS). No dia 14 de junho, o indígena Clodiodi de Souza foi assassinado, e outros seis indígenas foram baleados, incluindo uma criança de 12 anos.

mecaap 02

Frente à guerra em curso no estado, travada por ruralistas e suas milícias armadas contra indígenas, a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), o Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos (CEBI) e a Articulação e Diálogo Internacional (PAD), que desde outubro de 2015 coordenam a Missão Ecumênica, convocaram toda a sociedade para o Ato nessa quinta-feira (14), em frente à Assembleia Legislativa, em Campo Grande (MS).

mecaap 03

Objetivo é Denunciar

Há uma guerra em curso no estado do mato Grosso do Sul. Segundo relatório do Conselho Missionário – CIMI, só entre o ano de 2000 e 2014, 390 indígenas foram assassinados no estado.

Além de denunciar os crimes cometidos por ruralistas e com a omissão do Estado, a ideia é sensibilizar a população da importância do apoio de todos na luta pela garantia dos direitos dos povos indígenas garantidos pela Constituição Brasileira de 1988.

Além do Ato, os membros da Missão se reuniram com lideranças e apoiadores da causa indígena no estado e participam de encontro com o procurador do Ministério Público Federal do MS.

Solidariedade

Amanhã, sexta-feira (15), será feita uma visita à região de Caarapó, Dourados (MS). Os integrantes da missão, entre os quais estão o presidente do CONIC, Flávio Irala, e a secretária-geral do Conselho, Romi Bencke, farão entrega de cobertores e roupas de inverno aos indígenas.

Com informações da CESE
Imagem: Acervo Pessoal (Romi Bencke)