Papa pede que Polônia acolha refugiados

O papa Francisco pediu aos jovens nesta quinta-feira (28) para acolher os imigrantes e refugiados, contrastando de forma direta com o governo polonês no seu segundo dia de visita ao país.
 
O papa falou para mais de 600 mil jovens reunidos na cidade de Cracóvia. Depois de assistir a performances de vários lugares do mundo, ele pediu aos jovens em discurso para deixar as suas zonas de conforto e estarem prontos para acolher os necessitados.
 
EPA2155292 Articolo
 
"Um coração misericordioso é capaz de ser um lugar de refúgio para aqueles que estão sem casa ou que perderam as suas casas. Um coração misericordioso é capaz de construir um lar e uma família para aqueles obrigados a migrar. Ele conhece o significado de ternura e compaixão”, declarou ele.
 
"Um coração misericordioso se abre para acolher refugiados e imigrantes”, afirmou o papa aos jovens reunidos num grande campo perto do centro da cidade.
 
O governo conservador do partido polonês Lei e Justiça discorda do papa sobre o tema dos refugiados e se opõe a cotas obrigatórias da União Europeia para os que buscam asilo.
 
Jornada Mundial da Juventude
 
Francisco chegou na quarta-feira (27/07) à Polônia. Ele ficará até o próximo domingo para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2016. Em seu primeiro ato, ele foi ao Castelo Real para uma reunião com o presidente polonês, Andrzej Duda.
 
Durante o voo até a Cracóvia, o pontífice disse que a série de ataques recentes, incluindo o assassinato de um padre na França, é a prova de que o "mundo está em guerra". No entanto, ele destacou que culpar a religião por isso não é responsável, segundo a Reuters.
 
Com informações da Reuters
Foto: EPA