fbpx

Anglicanos de Brasília lançarão revista sobre Gênero, Sexualidades e Direitos

er678568954656

A Diocese Anglicana de Brasília (DF), ligada à Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), lançará, no dia 9 de setembro, no Salão Paroquial, a revista "Gênero, Sexualidades e Direitos. A publicação será desenvolvida pelo Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD). Nesse contexto, nos dias 9 e 10 do mesmo mês será realizado o Colóquio Diocesano Gênero, Sexualidades e Direitos, que se propõe ser um espaço de diálogo sobre essas temáricas. Haverá duas mesas facilitadas por escritores da Revista.

"A intenção é que seja um espaço aberto para o debate sobre o tema, motivando as pessoas a aprofundarem a compreensão sobre assuntos tão delicados. O evento é aberto a quem queira participar", afirmou o bispo anglicano dom Maurício Andrade.

A seguir, confira uma entrevista com Sandra Andrade, coordenadora do SADD.

1) Sandra, qual é a importância de debater Gênero, Sexualidades e Direitos nas igrejas?

Em 2012, a Comunhão Anglicana foi desafiada a fazer de nossas comunidades um espaço de segurança e bem estar para todas as pessoas, procurando eliminar os abusos tanto na igreja como na sociedade. Para atingir essa meta, a igreja brasileira, através do SADD, abriu espaços entre as lideranças leigas e clericais para discutir ações de enfrentamento a violação aos direitos de todas as pessoas. Diante do crescimento dos índices de violência contra mulheres e pessoas homossexuais no Brasil, entendemos que nossa responsabilidade enfrentar e lutar para redução desses índices. Para isso precisamos aprofundar nossos conhecimentos sobre o tema e propor ações que promovam a redução desses índices de violência, oferecendo a igreja como um lugar seguro para todas.

2) E de onde veio a motivação de não apenas falar do assunto, mas também de lançar uma revista com esses temas?

Estamos oferecendo a revista como um instrumento para provocar a discussão sobre o tema. A revista não pretende ser a última palavra sobre o assunto, é apenas um instrumento para despertar o interesse sobre o tema e mobilizar debates nas comunidades da IEAB.

3) E essa revista será uma publicação única ou haverá alguma periodicidade para lançar novas edições?

Estamos esperando qual vai ser a reação das pessoas a partir dessa publicação para decidir se faremos novas publicações. Faremos uma avaliação de como foi a reação das pessoas nas comunidades e a partir dessa avaliação decidiremos os próximos passos.

4) Gostaria de deixar algum recado especial aos nossos leitores?

Gostaria de convidar a todas as pessoas a estar conosco nesse diálogo, participar das discussões. Ouvir as outras pessoas é muito importante, principalmente quando ouvimos as pessoas que sofrem violência. Venha de coração aberto para receber e doar suas contribuições, elas serão preciosas para o aprofundamento do debate.

 

Serviço:

Quando: 9 de setembro
Onde: EQS 309/310, Asa Sul / Salão Paroquial
Horário: 19h30

 

Veja o cartaz do evento:

unnamed