Festival Reimaginar realiza sua 1ª edição com debates e música vibrante

Entre 9 e 11 de Setembro aconteceu nos arredores de Brasília, no Ecoparque Barra do Dia, o Festival Reimaginar, encontro evangélico que reuniu cerca de 120 pessoas de diferentes partes do Brasil para conversar sobre temas que relacionam as igrejas evangélicas com a agenda social brasileira a partir da Bíblia e da Teologia.

14212744 1113406775403027 2899729205978558044 n


O Festival Reimaginar é uma iniciativa da Editora Novos Diálogos e pretende ser um evento anual a respeito da relevância da fé cristã na sociedade brasileira, oferecendo discussão dialogal, ampla, aberta, imaginativa, criativa, incluindo as artes, oferecendo oportunidades de visibilização de novos temas e agendas e encontros entre pessoas, ideias, movimentos e setores do protestantismo brasileiro.

A abertura do Festival, no dia 9, teve a participação da biblista peruana Érika Izquierdo Paiva, culminando com um momento de oração em memória das vítimas da violência no Brasil e na América Latina, seguida depois da apresentação das bandas Mahmundi, Marcos Almeida, Pobre Tom e RAPadura.

No sábado, dia 10, a discussão na Tenda Reimaginar teve como temas “Igreja e Direitos Humanos”, com a participação do sociólogo Alexandre Brasil, da psicóloga Cynthia Ciarallo e do assessor do mandato do Dep. Estadual Carlos Alberto Bezerra Jr., Gedeon Alencar, e “Igreja, Racismo e Violência”, com o teólogo e articulador social Ronilso Pacheco e a assistente social e consultora do PNUD, Meyrieli Carvalho. No final da tarde, os participantes se dividiram em minioficinas para tratar de temas diversos como Teologia Evangélica, Paz Justa na Palestina e Israel, Feminismo e Gênero, Bibliodrama, Práticas de Resistência ao Império, Soberania Alimentar e Arte. As discussões continuaram na parte da noite com uma mesa sobre Missão e Espiritualidade, com a teóloga metodista Nancy Cardoso, a ativista menonita Sarah Thompson e o teólogo pentecostal David Mesquiati, seguida de apresentações musicais do rapper Kivitz, Victor Pradella e da banda Marrakitá.

14344897 1112642922146079 6364622208396469654 n   14359056 1112643328812705 3590565390915941237 n


Antes do seu encerramento no final da manhã de domingo com uma bonita celebração liderada pelo Pr. Wellington Santos, da Igreja Batista do Pinheiro, o Festival abrigou mais duas rodas de conversa que trataram dos temas “Outra Imaginação Moral é Necessária: Economia, Ecologia e Igualdade”, com a participação do teólogo metodista estadunidense Joerg Rieger, a ativista Rosemarie Henkel-Rieger e o cientista político Eduardo Nunes e “Igreja, Diversidade e Sexualidade”, com o teólogo André Musskopf e a biblista e pastora Odja Barros.

Segundo Flávio Conrado, editor da Novos Diálogos e idealizador do Reimaginar, “o festival foi uma oportunidade de encontro de cristãos e cristãs evangélicas progressistas para uma discussão aberta e imaginativa a respeito de temas centrais para a vivência da fé numa sociedade que vive momentos de crise institucional, no contexto de desigualdades persistentes e violências estruturais que ameaçam segmentos vulneráveis da nossa população”. Os participantes do encontro repercutiram sua participação nas redes sociais através da hashtag #Reimaginar2016, testemunhando da seriedade e relevância das discussões e da alegria de poderem se encontrar para reimaginar sua prática e fé cristãs.

Texto e fotos: Reimaginar