Milhares de católicos protestam contra presidente filipino

 
Milhares de católicos saíram à ruas em Manila para protestar contra a política linha-dura adotada pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, contra o tráfico de drogas. O mandatário tenta reintroduzir a pena de morte.
 
Ao menos 10 mil pessoas aderiram à marcha "Walk For Life" ("Caminhe pela Vida", na tradução livre), que pedia o fim da pena de morte. Foi uma das maiores manifestações contra Duterte e um sinal do crescente ativismo da Igreja Católica romana contra condenações que preveem pena de morte. Duterte tomou posse em junho de 2016 com a promessa de combater o narcotráfico nas Filipinas, que é um país de maioria católica.    
 
O governo mantém uma linha de tolerância zero em crimes envolvendo drogas ilícitas e quer retomar a pena de morte, abolida em 2006 sob pressão da Igreja.    
 
No entanto, grupos de direitos humanos e representantes religiosos se opõem às medidas e alegam que a política tem levado policiais a assassinarem seus rivais ou perseguirem cidadãos inocentes alegando que são traficantes. Entidades afirmam que mais de cinco mil pessoas teriam morrido já nas operações policiais contra o tráfico.

Fonte: JB com Agência ANSA
Foto: Reuters