Ato Inter-Religioso: 20 anos sem o indígena Galdino Pataxó

No dia 20 de abril de 2017, às 18 horas, na Praça do Compromisso, via W-3 Sul, em Brasília (DF), será realizado o Ato Inter-Religioso em memória aos 20 anos sem Galdino Jesus dos Santos. Galdino, indígena do povo Pataxó Hã-Hã-Hãe, foi queimado na madrugada do dia 20 de abril de 1997, quando dormia sob um abrigo de usuários de ônibus, em Brasília.

Ele foi vítima de um grupo de cinco rapazes de classe média alta, entre 17 e 19 anos, que com álcool combustível, comprado cerca de duas horas antes do crime, ateou fogo às suas vestes a título de “brincadeira”. Galdino foi socorrido e deu entrada em estado de agonia no hospital. Completamente cego devido as queimaduras nas córneas, mas ainda consciente, conseguiu se identificar à equipe médica e indicar a localização de seus parentes indígenas. Antes de entrar em coma, perguntou repetidas vezes: “Por que fizeram isso comigo?”. Com queimaduras em 95% do corpo, Galdino não resistiu e faleceu às 2 horas da madrugada do dia seguinte, 21 de abril.

Galdino2

O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), a Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília (CJP-DF), o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e a Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP) promovem o Ato Inter-Religioso para trazer à memória a história e a vida de Galdino, o Pataxó Hã-Hã-Hãe.

Estarão presentes povos indígenas que farão a dança ritual em homenagem ao parente, haverá declamação de poesias, testemunhos, reflexões acerca do assassinato de Galdino, bem como a realidade vivida pelos povos indígenas hoje no Brasil, sobre a violação dos seus direitos constitucionais e originários e das políticas anti-indígenas do Estado brasileiro. Também serão lembradas as populações vulnerabilizadas no País, pois um dos jovens que participou do crime afirmou terem cometido tal ato, por acreditarem ser Galdino, um morador a em situação de rua.

Outro momento de destaque será o ritual do pedido de perdão e do arrependimento como pressuposto da reconciliação e a ressignificação do fogo que tirou a vida de Galdino, mas que é um elemento respeitado e sagrado pela cultura indígena.

No encerramento, os participantes receberão velas que serão acessas com a motivação de não deixar a luz da vida ser apagada e cada pessoa será convidada a ser luz uns para os outros.

Venha, participe!

O que: Ato Inter-religioso.
Onde: Praça do Compromisso, entre as Quadras 703 e 704 Asa Sul do Plano Piloto – Brasília (DF).
Quando: Dia 20 de abril de 2017.
Horário: Às 18 horas.