CONIC adere à Greve Geral de 28 de abril

Dia 28 de abril – Vamos parar!

O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) une-se às manifestações das Igrejas e de religiosos e religiosas de diferentes confissões e adere à Greve Geral, um instrumento legítimo de luta de trabalhadores e trabalhadoras.

O que tem acontecido em nosso país, um ano após a ruptura democrática, é grave. Temos acompanhado dia após dia, mês a mês, ataques aos direitos sociais de trabalhadores e trabalhadoras. Junto com isso, têm aumentado a repressão e a violência, em especial contra povos indígenas e trabalhadores e trabalhadoras do campo.

GREVE GERAL2

Temos um Parlamento que, com algumas exceções corajosas, se mobiliza para votar contra os interesses da maioria da população brasileira.

Há uma opção clara por parte do governo contra a democracia. Vivemos uma ditadura do sistema financeiro. Estamos reféns dos interesses do capital especulativo.

O povo não pode ser sacrificado por causa da ganância de alguns poucos.

Parar é preciso! Pelo país, pelos trabalhadores e trabalhadoras.

Os escândalos prosseguem. Ao mesmo tempo em que aprovam no Congresso a Reforma Trabalhista, que acabou com a CLT, o STF acaba com teto constitucional e libera supersalários para cargos públicos. Há uma clara distorção ética nessas decisões. Cortam direitos de trabalhadores e trabalhadoras ao mesmo tempo em que garantem privilégios de uma elite burocrática.

Paramos nesta sexta-feira, dia 28, porque não aceitamos nenhuma das reformas aprovadas até agora. Essas reformas são antidemocráticas porque a sua aprovação não tem garantido um amplo, profundo e transparente debate com a sociedade.

“Ai dos que juntam casa a casa, dos que acrescentam campo a campo até que não haja mais espaço disponível, até serem eles os únicos moradores da terra.” (Is 5.8)

CONSELHO NACIONAL DE IGREJAS CRISTÃS DO BRASIL