Diretoria do CONIC se reuniu antes do Natal, em Brasília

 
 
Membros da diretoria do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) se reuniram, no dia 19 de dezembro, para o último encontro deles de 2017. A reunião foi na sede da entidade, em Brasília, e começou às 8h30 com um momento de espiritualidade.
 
Entre os pontos abordados ao longo do dia estavam: participação ecumênica no Fórum Alternativo Mundial da Água, Semana de Oração pela Unidade Cristã, Fundo de Solidariedade para o enfrentamento das violências religiosas, acirramento da repressão aos movimentos sociais, despejos de quilombolas e pequenos agricultores, em especial no Paraná e, finalmente, o planejamento de atividades para o ano de 2018.
 
Embaixador da Holanda
 
No período da tarde, o CONIC recebeu a visita do embaixador holandês Han Peters. O objetivo da visita foi o de conhecer o trabalho realizado pelo Conselho e conversar sobre o cenário religioso brasileiro. A complexa relação entre religião e política representativa também pautou a conversa, assim como a diversidade presente nas igrejas evangélicas, católica, anglicana, ortodoxa, entre outras.
 
“Explicamos para ele que dentro das igrejas – muitas das quais se envolvem ativamente na política – há um amplo espectro de pensamentos, de modo que em uma mesma denominação pode haver pessoas mais progressistas, alinhadas aos movimentos sociais, defensoras das minorias, enquanto que outras podem ser mais conservadoras ou até mesmo fundamentalistas, negando a existência de tudo aquilo que é diferente do que ela acredita”, frisou a secretária-geral do CONIC, Romi Bencke.
 
A intolerância religiosa, em especial contra tradições afro e indígenas, bem como os desafios colocados para as igrejas na contribuição de uma cultura de paz, foram os outros temas de destaque.