Como e quando os ortodoxos celebram o Natal?

 
 
Igreja Ortodoxa comemora o Natal no dia 7 de janeiro, e esta é uma das suas festas mais importantes do ano.
 
Esta data vem do antigo calendário Juliano, estabelecido no ano 46 a.C. por Júlio César e baseado no movimento do sol para medir o tempo. Este calendário tem um atraso de 13 dias com relação ao gregoriano e, portanto, também com relação aos ritos religiosos católicos.
 
Durante todo o dia 6 de janeiro, os fiéis ortodoxos permanecem sem comer: é o ponto final do jejum de 40 dias que precede o Natal. Nesse mesmo dia, tanto de manhã quanto à tarde, assistem a Missas solenes.
 
O jejum termina ao anoitecer, com o aparecimento da primeira estrela no céu, que simboliza a estrela sobre Belém na hora do nascimento de Jesus.
 
Durante o Ângelus da Epifania do Senhor, o Papa cumprimentou os irmãos ortodoxos por ocasião do seu Natal, um dia depois de anunciar sua peregrinação à Terra Santa (que coincidiu com a comemoração dos 50 anos do abraço entre Paulo VI e o patriarca ortodoxo Atenágoras).
 
“Irmãos e irmãs, dirijo minha cordial saudação aos irmãos e irmãs das Igrejas Orientais, que celebrarão o Natal amanhã.Que a paz que Deus deu à humanidade com o nascimento de Jesus, Verbo encarnado, reforce em todos a fé, a esperança e a caridade, e dê conforto às comunidades cristãs que sofrem provações”, disse o Papa Francisco.
 
Fonte: Aleteia
Foto: Pixabay