Solidariedade: muçulmanos fazem doação para igreja assaltada em Manaus

 
Uma comitiva da comunidade muçulmana do Amazonas visitou, no mês passado, o arcebispo de Manaus, dom Sérgio Castriani, para dar apoio e prestar solidariedade por conta do assalto sofrido na tradicional igreja de São Sebastião, no centro de Manaus, ocorrido em maio. Naquele dia, bandidos levaram dinheiro, objetos sacros, e também danificaram a secretaria da igreja.
 
A comitiva muçulmana foi liderada pelo líder espiritual da mesquita de Manaus, sheikh Muhammad Hussein, e contou com a presença do diretor do Centro Islâmico do Amazonas, Walid Saleh, do professor de língua árabe, Tamer Muhammad, e do jornalista Anwar Assi. Na ocasião, os muçulmanos fizeram uma doação em dinheiro arrecadado entre os membros da comunidade para ajudar a minimizar as perdas materiais da igreja.
 
De acordo com o sheikh Muhammad Hussein, a caridade e a solidariedade são práticas comuns no Islã, que devem ser sempre observadas. O religioso destacou, também, que o Islã ensina aos muçulmanos a ter boas relações com seus vizinhos. “Vizinho não é só aquele que mora diretamente ao lado de sua casa, mas aquele que mora, no mínimo, a 40 casas adjacentes de onde se reside. Portanto, a igreja de São Sebastião é nossa vizinha e nos irmanamos com a comunidade cristã para prestar nossa solidariedade por conta do lamentável acontecimento”, salientou o líder muçulmano.
 
Ato de misericórdia
 
Por sua vez, o arcebispo de Manaus, dom Sérgio Castriani, agradeceu o apoio e a doação em dinheiro da comunidade muçulmana. Segundo ele, o gesto dos muçulmanos do Amazonas foi um ato de misericórdia. “Ser misericordioso é sentir o que outro sente. Deus é misericordioso e tivemos um sinal hoje”, afirmou o líder católico, ao salientar que o prejuízo sentimental com o assalto a igreja foi maior que as perdas materiais.
 
Fortalecimento dos laços de amizade
 
Ainda, de acordo com dom Sérgio Castriani, a visita da comitiva muçulmana deve fortalecer os laços de amizade entre essa comunidade e os católicos do estado.
 
Ao final do encontro, o sheikh Muhammad Hussein fez um convite para que o arcebispo dom Sérgio Castriani visite a mesquita de Manaus, situada a rua Ramos Ferreira, no Centro.
 
CONIC com agências / Mesquita de Curitiba
Foto: Divulgação