fbpx

Primazes anglicanos encontram-se com o Rei Abdullah II e lideranças cristãs

 
Primazes da Comunhão Anglicana iniciaram esta semana uma série de encontros na Jordânia, incluindo uma audiência oficial com o Rei Abdullah II, Rei da Jordânia. A audiência ocorreu num centro de conferências próximo ao local do batismo de Jesus e foi seguida de uma reunião mais ampla com chefes de Igrejas e outros líderes cristãos na região.
 
O Rei Abdullah esteve acompanhado pelo príncipe Ghazi bin Muhammad, conselheiro sênior do rei para Assuntos Religiosos e Culturais. Ele disse aos líderes anglicanos que a Jordânia está comprometida com o seu papel histórico e religioso como guardiã e protetora dos locais sagrados islâmicos e cristãos em Jerusalém.
 
O rei ainda afirmou que era importante enfrentar qualquer tentativa que pretende mudar a situação histórica e legal na Cidade Santa de Jerusalém, e que a Jordânia continuaria a promover os valores do diálogo, da tolerância e da fraternidade entre as religiões. Os cristãos, disse ele, são um componente inerente e parte integrante do tecido da região.
 
O arcebispo da Cantuária, Justin Welby, disse que “foi uma grande honra” ser recebido em audiência pelo rei Abdullah. Explicou que os primazes estavam discutindo assuntos da próxima Lambeth Conference (Conferência de Lambeth) de Bispos e Bispas Anglicanos(as). “Estamos analisando questões de mudança climática, muito relevantes aqui para o vale do Jordão e em torno do Mar Morto que está definhando. Estamos procurando ver como apoiar a paz nesta região, e somos gratos pelos exemplos de Sua Majestade e deste Reino”, disse.
 
“Procuramos despertar a consciência sobre as questões dos refugiados e migrantes globalmente, no que a Jordânia dá um exemplo ao mundo. E estamos especialmente preocupados com a situação dos cristãos nesta região e em outras numerosas áreas em que estão sofrendo. A Jordânia é um exemplo brilhante de boas práticas, onde muçulmanos e cristãos praticam sua fé livremente e sem medo”, acrescentou Justin.
 
CONIC, com informações da ACNS
Foto: Reprodução