fbpx

Mesmo diante de uma pandemia, a caridade nunca falha

O apóstolo Paulo estava muito inspirado quando, em carta à Igreja de Corinto, escreveu um capítulo inteiro falando sobre “a excelência da caridade”. Num dos trechos, ele afirma que podemos ter todos os “dons” do mundo, mas se não tivermos caridade, nada seremos.
 
De fato, “a caridade nunca falha” (1 Cor 13:8). Não por acaso, Jesus aponta, conforme descrito em Mateus 25:31-46, que o seu critério para “julgar os povos” é justamente este: a caridade.
 
Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.” (versos 34-36)
 
Por que fazer toda essa introdução em uma matéria que trata da caridade cristãs em prol daqueles e daquelas que mais sofrem? Simples: pelo fato de que, pelo menos ao que parece, algumas comunidades ainda insistem em permanecer de braços cruzados em meio à pandemia. Propagandeiam um Jesus triunfalista, que traz conforto e benesses financeiras, mas se esquecem que, por coerência, precisamos estar a serviço do próximo.
 
Comunidade Anglicana de Manaus – Anglicanos de Manaus (IEAB) não se omitiram ao seu chamado cristão de servir! Com muito esforço, confeccionaram cerca de 450 máscaras caseiras para a proteção de idosos e pessoas do grupo de risco no maior bairro indígena da cidade, o Parque das Tribos. 
 
Em parceria com a Associação de Mulheres Indígenas Artesãs do Alto Rio Negro, eles também irão distribuir cestas básicas adquiridas numa parceria com o programa Mesa Brasil, do SESC, para mais de 70 famílias indígenas que estão em vulnerabilidade nesta quarentena.
 
 
Igreja Exército de Salvação – Entendendo que a população em situação de rua encontra-se entre a mais vulnerável das vulneráveis, o Exército de Salvação em São Paulo está, diariamente, servindo refeições. E não é só isso: para ajudar na proteção dessas pessoas, a equipe de voluntários também distribui álcool em gel, escovas de dentes, máscaras, sabonetes e outros materiais de higiene pessoal.
 
Doações desses gêneros serão muito bem-vindas. A entrega pode ser feita na Rua Juá, 264, Saúde (próximo à estação do Metrô Praça da Árvore). Telefone: (11) 5591-7073.
 
 
Igreja Batista do Pinheiro – Ligada à Aliança de Batistas do Brasil, a igreja tem sede em Maceió, capital alagoana. Desde 2017, um grupo de homens e mulheres, de forma voluntária, leva às ruas da cidade o projeto Banho Solidário. Sem fins lucrativos, tem a finalidade de oferecer um lugar apropriado para que pessoas em situação de rua realizem sua higiene pessoal.
 
No momento atual, integrantes do projeto estão diversificando as ações. Eles têm tentado atender novas demandas que chegam: distribuem comida e material de higiene pessoal para quem ainda se encontra nas ruas por não ter tido a possibilidade de se manter nos abrigos. 
 
“Temos assistido pessoas com cestas básicas, material de higiene pessoal e de limpeza. São atendidas comunidades da periferia de Maceió, famílias individuais, ocupações mantidas por organizações que buscam moradia popular, comunidades de religiões de matriz africana e aqueles que, individualmente, nos procuram”, acrescenta Gilvaneide Santos.
 
 
Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Lajeado – O projeto Máscaras com Amor, desenvolvido por luteranos (IECLB) em Lajeado (RS), já confeccionou mais de 2 mil máscaras para a população local. Com dois grupos de voluntários, divididos entre aqueles que fazem o corte das peças e os que costuram, as máscaras estão sendo produzidas nas próprias casas, pelas famílias. Posteriormente, elas são cuidadosamente penduradas dentro de saquinhos, para doação, no portão da Igreja, na rua Alberto Torres, com a seguinte mensagem:
 
A fé não descansa nem tira férias. Ao testemunhar o amor de Deus através do gesto de confeccionar máscaras, sabemos que a igreja tem um chamado para a transformação social. Mais de 40 voluntárias participam deste projeto. Leve uma máscara para você e ore pelas pessoas, comprometa-se com um mundo melhor e saiba que você não está sozinho. Com carinho, Equipe Máscaras com Amor.
 
 
Arquidiocese de Curitiba – A arquidiocese de Curitiba (PR) lançou um serviço de escuta telefônica solidária, criado para ouvir e acolher as pessoas que se sentem sós ou emocionalmente abaladas neste momento de isolamento social. Foi instalada uma central de atendimento, que funciona pelo telefone (41) 3550-0003, das 6h às 22h30, todos os dias, contando hoje com 65 voluntários se revezando. Ao todo, são 16 horas de atendimento/dia.
 
O atendimento é voltado a todas pessoas que se sentem sós, abaladas emocionalmente ou que queiram apenas desabafar, podendo ser de todas idades, regiões e crenças religiosas. O objetivo é ouvir, acolher e transmitir mensagem de esperança e de paz, confiantes no amor que Deus tem por cada um de seus filhos.
 
 
Igreja Cristã Betânia – Situada no bairro do Catete, Rio de Janeiro, a comunidade tem se empenhado em buscar informações de pessoas que estão enfrentando dificuldades no bairro e região, de modo a promover alguma assistência, sejam elas da comunidade fé, ou não. 
 
“Neste momento, nos concentramos em atender necessidades à medida em que nos chegam. Estamos recebendo doações e, conforme a demanda, encaminhado às famílias”, informa o pastor Sérgio Wermelinger.